Georgina

Efigénio

Busco o silêncio das manhãs geladas, o silêncio dos perfumes, odores e cores, o silêncio da noite e dos sonhos, o silêncio de cada gesto e o silêncio das estações e dos seus dias. Porque toda a imagem pode ser uma pintura, para o desenvolvimento do meu trabalho, utilizo o modelo fotográfico directo e através de imagens ideográficas de broadcast, recorrendo ao processo de corte e ajuste, procedendo, assim, à respectiva requalificação, através da pintura a óleo sobre tela, numa frontalidade televisiva em relação ao espectador, a quem a imagem se dirige.